Em operações normais, as aeronaves civis não se comunicam umas com as outras quantas vezes você imagina, na verdade apenas se comunicam o mínimo possível, quando é realmente necessário. Em vez disso elas se comunicam com o Controle de Tráfego Aéreo, usando rádio VHF e às vezes rádio HF. Dito isto, não é desconhecido que os pilotos passem mensagens para cada um na frequência do tráfego aéreo, assim estas frequências somente podem ser captadas por aparelhos específicos, sem riscos.

Sim, aviões usam o sistema de rádios para se comunicarem

Frequências da empresa (uma frequência atribuída a uma companhia aérea ou operadora) também são usadas para falar umas com as outras, se necessário. Aeronaves militares tendem a usar UHF para comunicações, tanto com o solo quanto entre si. Existem sistemas de datalink, como o ACARS (Aircraft Communications Addressing and Reporting System), que pode transmitir dados entre estações terrestres e a aeronave. O piloto pode ler e responder a essas mensagens através de uma tela na cabine de comando da aeronave.

A importante necessidade de avões se comunicarem com frequência e qualidade

As aeronaves se comunicam umas com as outras para evitar colisões (TCAS). Este sistema não tem entrada do piloto. Detalhes do curso, velocidade, altura e posição são transmitidos entre as aeronaves e um computador verifica se eles estão em cursos conflitantes. A informação é apresentada ao piloto em uma tela, bem como informações auditivas, aconselhando um curso de ação, se necessário (subir, descer, etc.)

A comunicação por satélite está agora amplamente disponível, permitindo que as estações terrestres se comuniquem com as aeronaves quando não estão ao alcance de outras opções. Porém, as opções de comunicação via rádio ainda são muito utilizadas. Embora possa parecer uma linha de comunicação frágil, as redes utilizadas são bem seguras e não podem sofrer interferências de rádios comuns em terra, por exemplo.