Os intercâmbios convencionais de aeronaves dependem de uma voz simples em ondas de rádio de Alta Frequência (VHF) ou de Alta Frequência (HF). Em meados dos anos 80, a utilização de

intercâmbios baseados em informação tornou-se uma realidade. A administração do espaço aéreo está subindo na era do PC e à medida que novos pré-requisitos se desenvolvem e a seleção de avanços nos intercâmbios cresce, direcionar o fluxo de movimento de ar do mundo pode se tornar mais robótico e muito mais tecnológico.

Ter um bom sistema de rádio na aviação é uma necessidade

O avião está, a partir de agora, sendo equipado com avanços de intercâmbio com as informações do veículo por meio de satélite, além de quando eles estão no chão; correspondência versátil e, às vezes, sistemas de banda larga podem obter ou comunicar dados vitais em relação às circunstâncias do transporte aéreo e até mesmo padrões de manutenção do momento.

O aumento da qualidade dos equipamentos vem crescendo

Os intercâmbios de máquinas voadoras estão sendo estendidos. CNS ATM são as siglas que significam “Correspondência, Navegação e Vigilância e Gestão do Tráfego Aéreo”, algo que foi especificamente criado para poder ajudar a modernização da estrutura de controle de tráfego aéreo inclinado datado e sobrecarregado.

Os bons sistemas de rádio nos aviões salvam vidas

As máquinas voadoras que são propostas para transportar os viajantes são equipadas com rádios que permitem o simples intercâmbio de vozes entre elas ou para o solo. Este é a partir de agora e será, por muito tempo, o meio essencial para os pilotos se comunicarem com diferentes substâncias da estrutura do Controle de Tráfego Aéreo (ATC). Os aviões, assim, estão cada vez mais bem equipados, especialmente quando pensamos em sistema de comunicação, afinal, em caso de erro neste tipo de equipamento centenas de vidas podem ser automaticamente perdidas.